Tuesday, August 08, 2006


A INVEJA NA VIDA COTIDIANA



Sentimento de ressentimento por alguém estar à frente.
O sentimento de mortificação e malevolência ocasionado pela contemplação de vantagens superiores de outrem.

O indivíduo invejoso não consegue reunir nada positivo nem elogiar nada do outro sem dizer, “sim, mas...” e encontra sempre uma razão para duvidar da pessoa ou derruba-la, e como há sempre motivos para criticar alguém, já que a perfeição não é inata, a inveja passa desapercebida.
Este sentimento pode se expressar de várias formas, sendo o mais insidiosa a que quer destruir o que o outro tem. Pergunte à um invejoso o que ele desejaria se o seu inimigo pudesse ganhar o dobro e ele dirá: “Fure-me um olho”.Pode-se inclusive invejar a consciência tranqüila de outros, fazendo de tudo para perturbar seu estado de espírito.
O que uma pessoa verdadeiramente invejosa não pode suportar é o sucesso e o prazer do outro. É possível que não consiga também receber algo bom de outra pessoa, terá dificuldade de usufruir um beneficio dado por outro e não conseguirá expressar gratidão.
E é por isso que se torna difícil para ele aprender e ouvir. Ele terá dificuldades de receber qualquer tipo de coisa, até ajuda alheia, sendo incapaz de reconhece-la e de beneficiar-se com ela. O dialogo torna-se unilateral e o invejoso não consegue deixar o outro falar, dominando a conversa, tomando conta do assunto, porque não consegue tolerar ouvir coisas interessantes e engraçadas vindas de outro. Sua capacidade de amar é afetada com isso.
Nos construímos nosso caráter colocando dentro de nós (introjetando) nossas relações iniciais com nossos pais e figuras próximas da nossa infância da forma como as experimentamos e a maneira como sentimos o nosso respeito está de acordo com o mundo que construímos, o nosso mundo interno. Se a inveja impede que o individuo construa relacionamentos bons, calorosos e confiáveis, todo o seu mundo interno e seu caráter, será influenciado e é provável que ele fique, de acordo com isso, inseguro. Essa insegurança ou sentimento de inadequação aumentará o ódio dos outros que se sintam mais confortáveis, mais confiantes e mais estáveis. E assim a insegurança incrementa a inveja e nós ficamos com um círculo vicioso.
E daí, surgem outros problemas. A pessoa invejosa e espoliadora em seus relacionamentos, ainda que seja de forma oculta, inclusive para si mesma, sentirá o mundo hostil e se tornará desconfiada e paranóide em relação a outras pessoas. Seu mundo assim se torna mais desagradável, e ela fica mais na defensiva e incapaz de usufruir qualquer coisa. O invejoso passa à não ter prazer real algum na vida. Quando elas têm boas experiências e prazer, ocorre que elas poderiam ter mais, ou poderiam ter alcançado isso antes, ou que outra pessoa tem melhor ou que há algo de errado.
Outro recurso de defesa do invejoso é colocar o invejado num pedestal, tornando-se impossível uma comparação. Também pode se colocar num papel tão inferior e limitado, desvalorizando seu Self, aumentando a distância entre si e a outra pessoa. O problema é que esse recurso acaba não funcionando porque transforma o invejoso num hipócrita ou deprimido.
Outra característica do invejoso patológico é que ele evita e restringe sua vida social com medo de que aqueles sentimentos tão bem guardados e insuportáveis para sua psique possam vir à tona na interação. Mais uma prova de que o relacionamento com os semelhantes contribui para evolução, visto que tem o poder de trazer à tona estados emocionais que, por estarem estagnados em algum canto escuro da mente atrapalham a real experiência do ser.
Aplicando essas considerações no nosso cotidiano, encontramos coerência em muitas atitudes das pessoas e de nós mesmo. Mas a grande questão é que não basta saber o porque de nossas ações e sim entender o mecanismo pela qual ela continua a atuar, mesmo depois de trazer à consciência. Se o ego faz um esforço enorme constantemente para se defender, colocando em lugar seguro e inacessível os conteúdos ameaçadores para sua própria existência e com isso prejudicando o desenvolvimento da consciência, como burlar seu mecanismo, deixando os conteúdos emergirem para serem trabalhados?
Acredito que esteja envolvida nesse processo alta dose de determinação e coragem. Deveríamos nos imbuir das características dos grandes heróis que habitam nossa mente arquetipica para encarar e vencer tão horrendas criaturas que habitam no nosso próprio mundo interno. É possível que este seja o principal desafio da nossa existência e quando finalmente alcançado depois de grandes batalhas, sejamos recompensados com a satisfação de termos conseguido cumprir tão magnífica tarefa, tornando–nos iluminados pela luz de uma consciência integrada.


Bibliografia:

Klein, Melanie – A inveja na vida cotidiana
Vida Simples – Por uma vida mais sábia

1 comment:

Anonymous said...

Bonjorno, fabianapavanello.blogspot.com!
[url=http://cialisdkee.pun.pl/ ]Acquisto cialis in Italia[/url] [url=http://viagraycla.pun.pl/ ]Vendita viagra in Italia[/url] [url=http://cialisonya.pun.pl/ ]Compra cialis online[/url] [url=http://viagrareta.pun.pl/ ]Acquisto viagra in Italia[/url] [url=http://cialisybea.pun.pl/ ]Vendita cialis online[/url] [url=http://athe.pun.pl/ ]Vendita [/url]